Pesquisar este blog

domingo, 14 de setembro de 2014

DO SEGREDO A COXA







A  imaginação ebule,
E a criatividade floresce,
Vem a necessidade do toque,
Do contato, da presença,
Lúdico excitado momento,
Preciso que chame meu nome,
Peça de mim, cada movimento,
Traduza em palavras seu desejo,
Dispo-me de todo tecido,
Lycra, rendas, cores,
Mostro-me em detalhes,
Pelo, pele, mucosa,
Abro-me, pra teu desespero:  tão gostosa...
Entrego-me  lasciva,
Muco, lagrima,saliva,
Minha boca perde-se no seu beijo
E minha libido no seu desejo,
Provoco-te,  exibo-me,
Ofereço-me,
Improba posição,
Despudorada, trêmula de tesão,
Deslizante, do segredo a coxa,
A mão executa o comando da excitação,
E percorre entre as pernas, todo o vão...,
Estremeço de prazer, em quase convulsão...

Vera Celms
Licença Creative Commons
DO SEGREDO A COXA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário