Pesquisar este blog

domingo, 3 de agosto de 2014

PARA TI NANCI LAURINO



A tua presença me guia
Leva-me para todo o lado
E tal como a noite procede ao dia
Eu vou cantando encantado.


Sem a tua forte presença
Sou pouco mais que nada
Autêntica e nula ausência
Que espera escancarada.


De ti jamais me afastarão
- Mil invejas em vil surdina -
Que ninguém cala meu coração
Quando por ti grita ó divina.


Ó divina de mi alma
Se houvesse um grito em vão
Se houvesse nefasta calma
Mais qui alma dar-te-ia elevação.


E se hoje sou quem não esquece
- Alegria e encantamento -
É porque em mim sempre enternece
Tua lembrança sem esquecimento.


Estes agora outros versos cantados
Noutros tempos viveram
Hoje e sempre enamorados
Fui busca-los: nunca esconderam.


Jorge Humberto
02/08/14

Um comentário:

  1. Belíssima homenagem a um amor profundo!!! belos versos, belas palavras, belíssimo amor... o tempo passa e nada muda... parabéns, querido amigo Jorge... beijos a você e a Nanci...

    ResponderExcluir