Pesquisar este blog

segunda-feira, 5 de maio de 2014

GANHA-ME





Sua imagem mexe comigo,
Mal posso olhar o brilho excitado dos seus olhos,
Sua boca, proferindo palavras exatas palavras,
Move-se na sintonia do meu prazer,
Salivo em ver-te, umedeço-me, e ardo,
Evito sua imagem e me chama ao telefone,
Meu nome, sussurrado: erótico mantra,
Levito ao ouvir-te,
Deixo-me levar pela sugestão tão doce da sua voz,
Não posso ignorar sua presença,
Enlouqueço na sua ausência,
Uma silaba sua, é provocação
A mão, logo procura veloz, o ponto excitado de mim,
Inevitável recorrente sensação,
Toma-me a alma de sobressalto, invade-me,
Dispo-me flagrante,
Num momento estou segura, no próximo, invadida,
entregue, rendida,
Quero muito que me queira, não vou resistir,
É além de mim negar-te,
É sobre-humano, é castigo, é perigo,
A voz diz que não te quero,
A reação, me entrega, me delata,
Como posso não querer você, se é meu maior desejo?
Então vem, busca-me,
Ganha-me, e serei só sua...

Vera Celms
Licença Creative Commons
GANHA-ME de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário