Pesquisar este blog

sábado, 31 de agosto de 2013

“IX CONCURSO PLÍNIO MOTTA DE POESIAS”



“IX CONCURSO PLÍNIO MOTTA DE POESIAS”

A Academia Machadense de Letras (Machado-MG / Brasil) comunica a realização em novembro de 2013 de seu IX Concurso de Poesias.
Para receber gratuitamente o regulamento em arquivo PDF, entre outras informações, favor informe um e-mail, ok?

Obs (PS): O tema é livre.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Amor Profano





 Paulinho Manacá

Beijei a noite
Como sempre beijei e beijarei.
Sou amoral diante da doutrina
Acanalhar?
Jamais!
Vivo na alegria do meu coração,
Procuro alegria pro meu coração.
E se este amor desconsagrado e profano
Vem me incomodar
Eu pulo,
Salto e grito
E no grito me espalho.
Saio ecoando
Correndo, ecoando.
Ecoando e acoado
À procura da vil liberdade
Que a doxomania desfaz!

Amordaçado





Carrego a mordaça mordaz
Morbífica,
De um amor morbo.
Mendigo!
No muro dos lamentos,
Procuro vomitar em mim
E me acabo.
Corro para o nada
Nada me satisfaz.
Eu quero ser um balão a gás!
Solto,
Para me perder no infinito.
E, quando estiver bem no alto,
Explodir!
Sem rastro,
Sem destino.
Eu queria gritar bem alto,
Que não importa
Se a dor me acaba,
Mas, a alegria do que foi vivido
Me dignifica.
É o êxtase!
Não sofro pela suposta rejeição,
Mas me perdôo
Pela minha insistência
                    Imprudência...
                    O sorriso
                    E a demência.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

EU EM VOCÊ, VOCÊ EM MIM




Sinto teu corpo em meu corpo
Teus braços em meu abraço
Minha boca em tua boca
Meu regaço em teu regaço
..........................................
Um corpo dentro do outro
E um cenário bem lindo
Eu sinto o que você sente
Você sente o que estou sentindo
................................................
Meu gemidos e teus gemidos
Se unem nessa grande orgia
Na verdade nem são gemidos 
São gritos de amor e alegria
........................................
Assim busco teu corpo
Teu corpo ao meu buscar
Se teve hora para começo
Não tem hora para acabar
...........................................
Um vida talvez seja pouco
Para curtir essa felicidade
Ficaremos unidos para sempre
Para nunca sentir saudade


M A N O E L     C O R R Ê A

domingo, 25 de agosto de 2013

NOS TEUS LENÇOIS





Fecho os olhos
Concentro a atenção,
na pulsação mais intensa
Remeto-me de imediato
A sua cama,
Aos seus lençóis
O cheiro do incenso ainda nas minhas roupas,
Nos cabelos,
Sinto seu corpo procurando o meu
Sua excitação cutucando a minha
Sua língua atiçando meu ouvido
Safada, insistente, nervosa
E eu, desconexa, atenta
Me entrego,
Me deixo levar,
pela pulsação já acelerada
Numa sucessão de gemidos,
A explosão de todos os sentidos...
Querendo mais...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho NOS TEUS LENÇOIS de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

A  ALGUM TEMPO PASSADO  NESTE  DIA  NASCIA UMA MENINA  TUDO BEM ,NADA  ANORMAL,  TODO DIA NASCE UMA MENINA  VOCÊS DIRÃO
HHHAAA  MAIS ESTA É DIFERENTE ,
 FOI ADORADA MIMADA  E ENSINADA A SER GENTE  , HOJE ALGUNS ANOS DEPOIS CONTINUA A SER ADORADA,MIMADA  COMO MULHER,COMO MÃE , COMO GRANDE AMIGA QUE SABE SER

PARABENS MINHA QUERIDA ADORADA AMIGA , V E R A 

QUE ESSA DATA  SEJA REPETIDA PARA VOCÊ POR MUITOS  E MUITOS VERÕES E PRIMAVERAS
SÃO OS VOTOS DESTE  HUMILDE , MAS CARINHOSO AMIGO 

FELIZ ANIVERSÁRIO QUERIDA VERA CELMS!





Feliz Aniversário Vera Celms, 
minha querida irmã, 
amiga e companheira de tantas jornadas! 
Te desejo toda a felicidade do mundo, 
muita saúde, paz e muito amor, 
que Deus realize todos os teus sonhos! 
Meu abraço cheio de carinho, muitos beijos, 
que este dia e outros tantos se repitam, 
sejam intensamente felizes, 
de tua irmã Miloka! 

Maria Iraci Leal/MIL
POA/RS/Brasil
22/08/2013

domingo, 18 de agosto de 2013

NÃO SONHEI SÓ







Acordo nua, preguiçosa,
        Lânguida e manhosa,
        Dengosa,
Interessada e gostosa,
Ainda sentindo os espasmos,
Dos últimos sonhos da madrugada
Deito sobre seu peito
E pelo meu cheiro em seus dedos,
Entendendo não ter sonhado só ...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho NÃO SONHEI SÓ de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative