Pesquisar este blog

quinta-feira, 11 de julho de 2013

CARNAVAL



Deixei  que chorando ficasse
A companheira da minha felicidade
Disse-lhe,  que como  os passarinhos
Eu queria voar em liberdade
.........................................
E assim pensando, voei
Num voo louco, sem igual
Fui rei do mundo e universo
Em três loucas noites de carnaval
............................................
Porem depois, vieram as cinzas
Me trazendo para a realidade
Do colo calmo de meu bem
Comecei sentir saudade
.......................................
Sei que mereço sofrimento
Por esquecer nossas juras
Troquei a beleza de uma vida
Por três noites de loucura
.................................
Só agora sei o que perdi
E do meu erro esqueço jamais
Só resta por consolo dizer
Maldito sejam, todos os carnavais

MANOEL CORRÊA
Licença Creative Commons
CARNAVAL de Manoel Correa é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada


Um comentário:

  1. Querido Manoel, belo poema... triste história... perder um amor, por 3 dias de loucuras... só resta chorar por tão infeliz escolha... PARABÉNS, beijos de VC

    ResponderExcluir