Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de junho de 2013

MARINA




.................................
Marina se foi, partiu
Que se passou ninguem viu
Somente eu enlouquecido
Vi  o sol cair na terra
Vi o rio subir a serra
E o céu enegrecido
............................
A terra ardia flamejante
O inferno por um instante
Queria engolir o mundo
As estrela mudaram de posição
A chuva gritava furando o chão
Querendo penetrar a fundo
...............................................
Sol e lua se encontraram
As flores todas murcharam
Perderam perfume e cor
A aves não mais cantavam
Parece que adivinhavam
No meu peito tanta dor
......................................
A nau que levou Marina
 Se afastou na neblina
O mar se afastou do mangue
Eu na praia quase louco
Me consumindo pouco a pouco
Chorando lagrimas de sangue
...........................................,
Quem não sabe esse passado
Me vê, hoje embriagado
Lá  no bar da esquina
Não sabe o que ja sofri
E  quantas vezes protometi
Matar quem levou Marina

MANOEL CORREA
Licença Creative Commons
MARINA de MANOEL CORREA é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.













Nenhum comentário:

Postar um comentário