Pesquisar este blog

domingo, 24 de março de 2013

SOPRO DE VIDA





Na porta do centro cirúrgico
Todos a postos
Médicos e toda a equipe
Aparelhos, equipamentos, instrumentos,
Luvas, mascaras, sutura,
Tudo preparado,
Começados procedimentos
Todos os cuidados
Mãe e bebê esperam
Se verem, se completarem,
Se conhecerem
Os rostos, os cheiros, a temperatura,
Uma vida que ora aflora
Gerada por um ato de amor
Chega o momento tão preciso
Quando o instrumento corta o cordão
E a nova vida, da mãe se separa,
E num momento precisamente mágico,
Deus se faz presente
E num sopro de vida
Sopra vida nos pequenos pulmões,
Que se inflam e devolvem o choro,
Ecoando por todo lugar
Anunciando que ali a vida se faz presente,
Por toda a vida...
E eu estava ali...

Vera Celms
Este trabalho foi inspirado na primeira experiência de uma estagiária de Enfermagem, assistindo a um nascimento, Geicis Reis
Licença Creative Commons
O trabalho SOPRO DE VIDA de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

4 comentários:

  1. Ah, a tão amada Vida!!!!!

    Muitos abraços
    Jorge Vicente

    ResponderExcluir
  2. Jorge, obrigado pela tua visita e comentário! Ah, a tão amada Vida, que saudamos e celebramos... que venha a Vida... beijos de VC

    ResponderExcluir
  3. Cara amiga poeta Vera. Brilhante e valoroso escrito... Mexestes com meus sentimentos, uma vez que, quando do meu nascimento, Deus também se compadeceu de mim, soprando o sopro Santo nos meus pulmões... Segundo meus pais, eu já estava desfalecendo, quando o milagre aconteceu... GRAÇAS DOU A DEUS... Parabéns e abraços poetados...

    ResponderExcluir
  4. Querido Águia... é emocionante o relato dessa Enfermeira contando a cena a que assistiu.... agora também me emociona o seu depoimento. A vida é mesmo sempre emocionante... o milagre da vida, a força com que acontece e faz-se perceber... beijos de VC e obrigado pelo doce comentário...

    ResponderExcluir