Pesquisar este blog

domingo, 13 de janeiro de 2013

TRAVESSEIRO INSONE






O medo das alturas
Vertigens,
Perdas rápidas de visão,
De consciência,
Brancos imediatos,
Repentinos e instantâneos
Sufoco, desassossego,
Sofreguidão,
Sonhos apavorantes,
Despertares assustadores,
Suores intensos,
Pavor, pânico,
Medo da escuridão,
Alucinações,
Visões horripilantes,
E o cheiro de sangue
Permanente nas narinas,
Como se o mundo sangrasse,
Permanentemente,
Constantemente,
Gritos ecoando na madrugada,
Uivos, miados monstruosos,
Latidos nervosos, raivosos,
Sombras,
Barulhos tão surdos,
Inexplicáveis,
Passos, seguidores na devastidão,
Nada explica melhor
A loucura de um suicida em potencial,
em morrer,
A esquizofrenia,
O medo incontrolável
Do que foge da morte,
Todos os dias,
A cada noite,
A cada sussurro da imaginação,
Perseguido pela culpa,
Muda, cega, do seu travesseiro insone...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho TRAVESSEIRO INSONE de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Um comentário:

  1. UM POEMA MAGNÍFICO QUE TRATA DESTAS QUESTÕES PSÍQUICAS,ESTES TEMAS ME ENCANTAM... PARABÉNS MANINHA VERA, BJS MIL.

    ResponderExcluir