Pesquisar este blog

sábado, 12 de janeiro de 2013

contornando

contornando by amigos do poeta
contornando, a photo by amigos do poeta on Flickr.
CONTORNANDO
Nenhum de nós
passeia impune
nunca vagamos
a toa
Contornando destinos,
nem me lembro.
Nos dois já éramos
amor antes de ser.
Nenhum de nós
passeia impune
tocata e fuga!!!
ANDRE RUIZ

Um comentário:

  1. Nenhum de nós passeia impune depois do amor... mil beijos de VC, ANDRÉ

    ResponderExcluir