Pesquisar este blog

domingo, 7 de outubro de 2012

DEMANHANZIM

Então ele me perguntou

O que estaria eu fazendo?
Respondi que nada fazia
E como ele também não fazia nada
Fomos jogando conversa fora
Então o tempo voou... voou... voou
Para lugares tão distantes
Para idéias tão interessantes
Fomos e voltamos varias vezes
Daqui pra lá, de lá pra cá...
Caminhando, fomos caminhando
Andando, andando sem parar
Pensei mesmo que nunca fossemos chegar
Afinal, nem sabia onde aquele caminho ia dar
Chegamos então numa casa
E continuamos a conversar
Me convidou a entrar
Me ofereceu para sentar
Me mostrou a casa e o jardim
E o papo, não tinha mais fim
O dia todo passou
E como a noite chegou
Eu olhei pra ele, ele olhou pra mim
Como nada mais havia a fazer
Resolvemos não fazer nada,
Noite afora... até demanhanzim...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho DEMANHANZIM de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.







Nenhum comentário:

Postar um comentário