Pesquisar este blog

domingo, 9 de setembro de 2012

EM MEMÓRIA DE STARLUMINY... POEMAS MIL.


MEMÓRIA DE STARLUMINY...

Ela era o coração puro da criança
Ao derramar sua poesia na GANGORRA
Tinha imenso brilho das grandes estrelas
Que docemente um dia chegou no EPA!

Há tanto a dizer fico me debatendo
Na intensa emoção que me cerca
Foi poesia, presença constante
Aportou brilhou logo partiu no tempo!

A mulher criança no coração puro
Tinha muito bem guardado nos seus muros
A dor d’amor que estava em outro mundo!

E a vida grande em sua magnitude
Deu-lhe a graça de partir ao encontro
Do seu amado, um amor tão profundo!

Maria Iraci Leal/MIL
POA/RS/Brasil
07/09/2012
Obra protegida
(Formatação da amiga Safira Saldanha)

Um comentário:

  1. Nunca poderei esquecer minha Star, com ela aprendi a maior de todas as lições, amar e perdoar o semelhante, não julgar as idiossincrasias pois somos tal e qual... Com certeza está feliz e em paz nos braços de Deus, ficou uma grande saudade 'mil'

    ResponderExcluir