Pesquisar este blog

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O PIOR CEGO....

O PIOR CEGO.... by amigos do poeta
O PIOR CEGO...., a photo by amigos do poeta on Flickr.
O PIOR CEGO……
Me escondeste
tanto que em ti
fiz o meu ninho
Tenho em meu
corpo agora
o cheiro da tua alma
vaza-me pelos poros.
Rastros teus
em meu caminhar
corpo inteiro
Me escondeste
tanto
que te revelas
em mim
Não tenho
como esconder
és visível
ANDRE RUIZ

VISITA-ME

VISITA-ME.jpg by amigos do poeta
VISITA-ME.jpg, a photo by amigos do poeta on Flickr.
VISITA-ME
Vem conhecer o amor...
o amor que vive
em mim...
vem me visitar!!!!!
Prometo não te sufocar
afinal somos livres!!!
ANDRE RUIZ

VESTIGIOS

VESTIGIOS by amigos do poeta
VESTIGIOS, a photo by amigos do poeta on Flickr.

VESTÍGIOS
Vestígios do
seu perfume
Preso ainda estou
em teus olhares
Onde um dia
me deu asas
e me ensinou
a voar…
Estou ali onde
voce deixou…..
Vestígios!!!!!
ANDRE RUIZ

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

DANÇANDO COM VOCÊ


ECOS

ECOS by amigos do poeta
ECOS, a photo by amigos do poeta on Flickr.
ECOS
Em cada pedaço
desse não te ter
não me
caibo mais.
Palavras que
se repetem….
Te quero
te preciso….
em mim!!!!
ANDRE RUIZ

BLACK RAIN

BLACK RAIN by amigos do poeta
BLACK RAIN, a photo by amigos do poeta on Flickr.
BLACK RAIN
A noite era
fria
em mim chovia
a saudades
do amor
que te doei um dia
vou tentar dormir
noite fria
Quero tanto!!!
ANDRE RUIZ

SOU TEU SEMPRE

SOU TEU SEMPRE by amigos do poeta
SOU TEU SEMPRE, a photo by amigos do poeta on Flickr.

SOU TEU SEMPRE
Era um vazio infinito
tua pele abrigava a minha
todos os meus poros
poesia
Em meus silêncios
sou teu sempre
nasci do teu ventre
inquieto querendo
voar

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

TOCATA

TOCATA by amigos do poeta
TOCATA, a photo by amigos do poeta on Flickr.
TOCATA
Fusão de almas
dois corpos
quatro mãos
tanta ternura
Tocada ,harmonia
perfeita.
Nossos toques
nossos sons
de amor!!!!
ANDRE RUIZ

Galeria de amigos do poeta

TOCATAAS 4 ESTAÇÕESSONHO A TUA FACEAMOR AOS PEDAÇOSAPENAS UM SORRISOosolnanoiteeoluarnosdias
EQUILIBRO'MEcatsLAGRIMAS DE ESTRELASECLIPSE OCULTOEQUILIBRO-MELAGRIMAS DE ESTRELASALIVIAR A ALMA
DE LUA E ESTRELAA VOLTAONTEMMAR DE MIMFALTOU LUZ MAIS ERA DIAPELE DE VIDRO
DESARMADOEM TUAS BORDASGOSTO DE OLHAROUTRAS MARGENSNEM PALHAÇO NEM REIO MAESTRO E O POETA

AS 4 ESTAÇÕES

AS 4 ESTAÇÕES by amigos do poeta
AS 4 ESTAÇÕES, a photo by amigos do poeta on Flickr.
AS 4 ESTAÇÕES
Inocente tal qual
me esperavas
calei tuas vontades
com um beijo roubado
Em teus olhos floriram
todas as estações
E minha alma
então te pertencia
Inocente tal qual
um menino
eu também floria
Como um som
de piano,
em teu colo
sinfonia ,sintonia…
As quatro estações!!!!
ANDRE RUIZ

SONHO A TUA FACE

SONHO A TUA FACE by amigos do poeta
SONHO A TUA FACE, a photo by amigos do poeta on Flickr.
SONHO TUA FACE
E o mesmo rosto…….
em todos os meus
sonhos
a tua face
O mesmo rosto
eternamente
e mais um sonho
toda uma vida
o mesmo rosto
ANDRE RUIZ

AMOR AOS PEDAÇOS

AMOR AOS PEDAÇOS by amigos do poeta
AMOR AOS PEDAÇOS, a photo by amigos do poeta on Flickr.
AMOR AOS PEDAÇOS
Catei um pedaço de mim
porcelana da minha solidão
rouco era o silencio
do meu intimo.
E das suas distancias
tentei preencher
meus espaços
Catei um pedaço de mim
juntei os meus cacos
pedaços de amor!!!
ANDRE RUIZ

APENAS UM SORRISO

APENAS UM SORRISO by amigos do poeta
APENAS UM SORRISO, a photo by amigos do poeta on Flickr.
APENAS UM SORRISO
Tenho sonhos sem destino
deixo o tempo me despir
para que eu possa
me escutar me ouvir
Lembrar de mim….
já morei em tantos risos
ANDRE RUIZ

EQUILIBRO'ME

EQUILIBRO'ME by amigos do poeta
EQUILIBRO'ME, a photo by amigos do poeta on Flickr.

osolnanoiteeoluarnosdias

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

DE LUA E ESTRELA

DE LUA E ESTRELA by amigos do poeta
DE LUA E ESTRELA, a photo by amigos do poeta on Flickr.
DE LUA E ESTRELA
Inscrevo-me ilibada
em tua nudez
generosa enluarada.
Sou estrela por
teu amor adornada
ANDRE RUIZ

A VOLTA

A VOLTA by amigos do poeta
A VOLTA, a photo by amigos do poeta on Flickr.
A VOLTA
Se aqui estivesses
não seriam versos
nem
frases.
Mais atos
de amor.
Falta que
me faz você
volta!!!!!
ANDRE RUIZ

ONTEM

ONTEM by amigos do poeta
ONTEM, a photo by amigos do poeta on Flickr.
ONTEM
E esse ontem
cheiro teu
em mim
Retalhando-me
a razão…..
Ainda te sonho!!!!
ANDRE RUIZ

domingo, 26 de agosto de 2012

MAR DE MIM

MAR DE MIM by amigos do poeta
MAR DE MIM, a photo by amigos do poeta on Flickr.
MAR DE MIM
Úmidas páginas
íntimas paredes
roseado livro meu .
Onde escreves tuas mais loucas
fantasias.
erótica poesia
Língua muda
dedos de uma caligrafia única
Branca tinta que me invade o ser
matando a minha sede de precipícios
então me atiro no primeiro toque
ternuras liquidas
mar de mim
Úmidas páginas
ANDRE RUIZ

O CLAMOR DO VOTO

MOR

O voto vive desconsolado

Com esta tal de obrigação.

Do eleitor desiludido

Pede ao voto libertação.




Eleição não é ditadura

Numa democracia livre.

Retire logo esta atadura


Que da obrigação me livre.



Voto é uma defesa

Daquele pobre eleitor.

Que não seja ele a presa

Do candidado invasor.



Desobrigue este pobre povo

Desta louca tirania.

De liberdade de novo

Que tanto ele humilha.



Que eu não seja fruto

Nem do poder do dinheiro.

Mas que o cidadão use

Para se sentir faceiro.



São José/SC, 25 de agosto de 2012.


GARÇA SONHADORA

MOR

A graça a meditar
Olhando aquelas estacas.
Fica logo a pensar
Que empecilho se destaca.

Tudo vem atrapalhar
 Meu voo matinal.
Naquele vão a passar
Perde-se o original.

 
Qual seria a demora
Para ele liberar.
E quem já comemora
Volte ali mergulhar.

Minha fome saciar
Neste mais belo recando.
A ponte há ornamentar
Será um novo encanto.

Vou parar de sonhar
Esta luta por tempo demora.
Para tudo terminar
E nem sei qual será a hora.

São José/SC, 25 de agosto de 2012.



DIA DO SOLDADO

DIA DO SOLDADO

MOR

25 de agosto

Marcha soldade de papel
A defender sua terra.
Sua caserna é  quartel
De ti o povo tudo espera.

Hoje teu dia comemora
A festa foi esquecida.
Qual foi a razão da desmora
De uma data querida.

És a razão desta Pátria
Na defesa desta terra.
Numa luta sem paria
Que na caserna impera.

Estás sempre vigilante
Ao som daquela corneta.
Que soa a qualquer instante
Tomas logo a baoneta.

De prontidão a formar
Ostentando sua arma.
Pronto para lutar
Honrando a bela farda.

Defender a Pátria que ama
Lutando até morrer.
Mesmo afogado la lama
Sua terra defender.


São José/SC, 25 de agosto de 2012.

FALTOU LUZ MAIS ERA DIA

FALTOU LUZ
MAIS ERA DIA
Eu vi correr
tuas lágrimas
até ao mar
Era noite
distraída….
tu não vistes
minhas lágrimas
ascender o dia
Esse sou eu….
e o meu amor
a velar por ti!!!!
ANDRE RUIZ

VOLUME CRESCENTE




Gelada manhã de domingo
Agosto
Na neblina, a fumaça do escapamento
Aparece,
Indiferente ao teu segredo
A margem é tua,
A mim excita, ser a outra,
Aquela que visitas na madrugada
Escondido
Oculto
Imaginando ninguém ver
Antes mesmo do sol raiar
Corre fremente para o leito
Onde o primeiro raio de sol deve te encontrar
E o galo, gritando segredará
- ERA ELE LÁÁÁÁÁÁÁ...
Afinal, dela é o casco
O rótulo
O conteúdo,
O volume cresce na minha cama,
Sempre...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho VOLUME CRESCENTE de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

PELE DE VIDRO

PELE DE VIDRO by amigos do poeta
PELE DE VIDRO, a photo by amigos do poeta on Flickr.
FINA PELE DE VIDRO
Pele de vidro diamante
que me abriu
me arrebentou de existir.
Deixastes e mim
um jardim....
estou sempre em flor
E quando regresso de ti
lentamente me desfaço
em pétalas
Passo a passo me busco
entre um espasmo e outro
me refaço…..
E volto a ser mulher!!!
ANDRE RUIZ

DESARMADO

DESARMADO by amigos do poeta
DESARMADO, a photo by amigos do poeta on Flickr.
DESARMADO
Na censura da penumbra
me desarmou com teus gestos
pequenos toques
silenciosas armas
essas suas
Invadiu-me
e o que de melhor havia em mim
lhe entreguei
e desarmado eu estava
e o dia amanheceu
em nos
ANDRE RUIZ

sábado, 25 de agosto de 2012

EM TUAS BORDAS

EM TUAS BORDAS by amigos do poeta
EM TUAS BORDAS, a photo by amigos do poeta on Flickr.
EM TUAS BORDAS
Ao lembrar da sede e fome
sussurrando amores
cheirando as tuas flores
sobre a carne do teu
colo adormeci
Alimentou-me a tua alma
em tuas bordas tintas
de amanhecer
acordei amor.
Tua paz em mim
minha ausência
ANDRE RUIZ

GOSTO DE OLHAR

GOSTO DE OLHAR by amigos do poeta
GOSTO DE OLHAR, a photo by amigos do poeta on Flickr.
GOSTO DE OLHAR
Na língua algo suave
que guardei
do teu olhar
Paladar sabor
tantas verdades tuas
ocupando meu amanhecer
Desde que começou brotar
você aqui dentro de mim
gosto de olhar!!!!
ANDRE RUIZ