Pesquisar este blog

sábado, 21 de julho de 2012

FALA-ME TU

FALA-ME TU
Ardor das línguas 
e a asfixia dos corpos
Falava-me do amor
que arrasta  e tudo mistura 
invade.
Anula amarguras
traz luz as sombras
nos faz ressuscitar.
Recosto em teu  peito 
escuto tua alma 
pulsar em mim 
E me vejo a cada dia 
mais e mais
renascendo em você 
Falava-me do amor!!!
ANDRE RUIZ


2 comentários:

  1. MARAVILHOSA ENTREGA DE AMOR EM TEUS VERSOS, BJS MIL.

    ResponderExcluir
  2. Sentimento gratificante é quando nos reconhecemos no outro... o mesmo pulsar, a mesma circulação confusa, conturbada... tufões e furacões que, dentro de nós, revira tudo... as vezes não sabemos nem com que pernas sair de cena... delicioso... Adorei... beijos de VC

    ResponderExcluir