Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de julho de 2012

BELO GIGANTE ADORMECIDO


Brasil

MOR

Somos eternos dorminhocos
Nem com o pedido de clamor.
Acorda-se o santo do pau oco
Tudo é rapado do nosso suor.

Somos todos descansados
Neste reino continental.
Do mensalão amasiados
Como monumento nacional.

Comover esta sociedade
Convertida pelo poder.
Ao ver toda esta maldade
Sem já saber o que fazer.

Impaciente vai contribuindo
Com sua vida dolorida.
A sua fé vai denegrindo
Na miséria já envolvida.

De este poder a certeza
 Ser sempre o contribuinte.
Dos espertos a malvadeza
Vendo somente o acinte.

São José/SC, 30 de julho de 2.012.

2 comentários:

  1. REALMENTE CHEGAMOS NO AUGE,CREIO MESMO QUE NÃO FICARÁ ASSIM,JÁ SE NOTA ALGUMAS MUDANÇAS, ENFIM TRABALHEMOS PARA ISTO... A VOZ DO POETA SE LEVANTA E COLOCA MUITO BEM A SITUAÇÃO EM QUE ESTAMOS, PARABÉNS, BJS MIL.

    ResponderExcluir
  2. Desde sempre, a "contribuição" tão imposta... a que o cidadão foi e é obrigado a contribuir... é ironia ou metáfora? é sempre um absurdo... e o povo aprendeu que sempre vai pagar... adorei Mario, beijos de VC

    ResponderExcluir