Pesquisar este blog

quarta-feira, 9 de maio de 2012

PERMANECER





PERMANECER
Congregar ventos
dispersos pelo mar
Em busca do amor 
do amar
Um amor de verdade 
sem nada em troca 
sem toques 
sem cobranças. 
Que venha sente-se a mesa 
se farte faça um banquete 
coma a minha fome. 
Poetize o  
que eu nem supunha 
assine meu nome. 
Mais que seja inteiro 
verdadeiro 
um amor 
que permaneça
ANDRE RUIZ

Um comentário:

  1. ..."coma a minha fome.
    Poetize o
    que eu nem supunha
    assine meu nome. "...

    André... quer força tem esses versos... a confiança, o alimento tão necessário ao amor, que so o amado pode ter... lindo teu poema... amei... beijos de VC... que seja inteiro, de verdade e pra sempre...

    ResponderExcluir