Pesquisar este blog

terça-feira, 8 de maio de 2012

GLOBALIZAÇÃO NOVA ESCRAVIDÃO



MOR

Este mundo vive a agonia
Nem e tempo de guerra.
De uma louca economia
Não sofreu tanto nesta terra.

Povo vai sendo massacrado
Viver com uma só moeda.
Vive logo bem melindrado
Vai vivendo a maior queda.

O povo perde direito
O poder rico ficar.
O poder mostra defeito
Cidadão vive a esmolar.

Este mundo é uma aldeia
Prisioneiro da economia.
Cada qual com sua cadeia
Da ganância de cada dia.

Quem domina o dinheiro
Segura tudo na sua mão.
Controla o mundo faceiro
Que vive nova escravidão.

São José/SC, 07 de maio de 2.012.

Um comentário:

  1. Querido MARIO... é a ditadura do dinheiro... pelo mundo todo vemos e confirmamos que quem tem mais, chora menos... quem tem o petroleo, quem tem a moeda, tem o poder na mão... e o povo, seja em que terra seja, sofre, chora e camela... belo poema, belíssimo... beijos de VC

    ResponderExcluir