Pesquisar este blog

sexta-feira, 4 de maio de 2012

ERA UMA VEZ


ERA UMA VEZ….
Saudades de mim mesmo, 
que ficou em você
Sangrou por entre os espinhos
 se fez mulher
Sobre as pétalas
que caiam
de nos dois,
essas que purificam a terra
fertilizando o amor
e assim te contei pra lua.
Às vezes me calo
para poder me ouvir
Ainda te escuto 
aqui em mim
Era uma vez…..
ANDRE RUIZ

Um comentário:

  1. ..."e assim te contei pra lua.
    Às vezes me calo
    para poder me ouvir
    Ainda te escuto
    aqui em mim"...

    O amor que preente, se faz distante... e de saudade lamenta para o amado ouvir... remotamente... adorei, beijos de VC, ANDRÉ

    ResponderExcluir