Pesquisar este blog

sexta-feira, 4 de maio de 2012

BRANCA ESPUMA

BRANCA ESPUMA
Corpo querendo amar se entregar
entre as espumas do teu banho 
fonte dos meus desejos
Liberte-se dos falsos pudores
e desfaleça em meus braços
mãos profanas umedecidas 
por teu néctar
Doce seiva  produzida
 por nos dois
 O rubor de tua face
contrastando com o teu corpo
febril,que prenuncia 
a entrega puro êxtase
Alva clara branca 
espuma toda nua
ANDRE RUIZ

Um comentário:

  1. O alvo corpo nú da amada, faz-se altar para o seu amor cultuar... lânguida, branca, impura, inquieta, querendo brincar, se entregar... uau... que delicia, ANDRÉ... beijos de VC

    ResponderExcluir