Pesquisar este blog

quinta-feira, 10 de maio de 2012

AMIGOS DO POETA: PRINCIPIO E FIM

PRINCIPIO E FIM

PRINCIPIO E FIM
Imperfeição dos sentidos
quando a tarde
escreve  teu nome
em meus pensamento
em mim os teus ventos.
A saudade que  mostra 
você aqui  por inteiro. 
Amor que criou
raízes. 
Prendeu  minha alma
ao teu corpo,
meu eu em você
meu templo onde 
somente nele 
me encontro
Principio e fim 
em mim
ANDRE RUIZ

2 comentários:

  1. ..."Amor que criou
    raízes.
    Prendeu minha alma
    ao teu corpo,"...

    André... nada mais delicioso que sentir o enraizamento de um sentimento... a impressão é mesmo de prendermos a nossa alma, os nossos sentidos, a nossa existência... sutil e indelevel... sem amarras, só magnetismo do sentimento... é uma necessidade íntima... beijos de VC

    ResponderExcluir