Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de maio de 2012

AMIGOS DO POETA: ESCREVO'TE AMOR

ESCREVO'TE AMOR


ESCREVO-TE AMOR
E na explosão do silêncio, 
acabo de nascer na tua ausência 
Sou orvalho a escrever poemas
entre as folhas e sombras 
dos quintais.
Como num espelho vejo 
na água as palavras
descubro o teu rosto 
e escrevo-te
amor.
ANDRE RUIZ


Um comentário:

  1. Nascer no orvalho do amor do ser amado... nos quintais, no lago do olhar... nas chuvas... ser escrito por este orvalho, a vida toda... lindíssimo poema André, amei, beijos de VC

    ResponderExcluir