Pesquisar este blog

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Renascer das cinzas/ Poema MIL.


Renascer das cinzas... 


Ainda que a vida seja dura 
De etapas muito difíceis 
Caminhos cheios de sombras 
Decepção ou tristeza que se vive 
Entre lágrimas e escombros  
A luz sempre nos acompanha 
Impele á olhar para os lados  
Observar a flor que nasce 
Insólita na beira da estrada 
Que guarda beleza tamanha 
Um córrego choroso que canta 
Suas melodias e traz repouso 
O vento assoviando para as folhas 
Acordando para a vida, que continue 
No renascer, renascer das cinzas 
Arrancar das profundezas 
A magia que se esconde 
Dentro da alma e explode 
Como a fênix em pleno voo 
E recomeçar tudo de novo! 


Maria Iraci Leal/MIL 
18/04/2012 
POA/RS/Brasil 
Creative Commons License

Um comentário:

  1. ..."O vento assoviando para as folhas "... e a alma sinalizando pra vida, incessantemente, resistente, e o coração... é vida que aflora... beijos de VC, MANINHA MIL...

    ResponderExcluir