Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de abril de 2012

O mais belo verso... Poema MIL.


O mais belo verso... 


Quis morrer, arrefecer 
Deixar de crer, sair de mim 
Não consegui... Ao olhar 
A imensa aquarela de cores 
Que se debruça sobre mim 
E é tão maior que meu reverso 
O infinito do mais belo verso 
Que a natureza nos escreveu... E assim 
Também o homem em seu estupor 
O velho na lama e na cama jogado 
Despertou sua mente ao som 
De uma bela canção que evocou 
Seu sonho adormecido e de regresso 
Á vida retornou vibrante de amor 
No ar um som disperso 
Uma sinfonia de anjos 
Uma aquarela de cores 
Que se debruça sobre todos 
É o infinito do mais belo verso 
Que a natureza escreveu 
É a força de Deus 
Que toca a alma 
Alivia todo tormento 
Faz retornarmos á vida 
Agradecidos!

Maria Iraci Leal/MIL 
POA/RS/Brasil 
29/04/2012 
Creative Commons License

Um comentário:

  1. Sabermos reconhecer Sua obra... enlevá-la, enaltecê-la, reconhecer no mais profundo humano em nós... e celebrar... festejar com as estrelas de nossa existência... adorei teu poema, MANINHA MIL... BEIJOS DE VC

    ResponderExcluir