Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de abril de 2012

O cheiro da tua pele/ Poema MIL.


O cheiro da tua pele 


Teu cheiro quando chega é tão forte e despudorado 
É odor que fala, toma conta do ar e me transmite 
Desejo indecente, a vontade do pecado 
Tua pele quando o cio exala e o sexo reclama  
Atropela o dia, que fica desassossegado 
E eis que mãos e bocas se profanam 
E o corpo todo eriçado 
Transborda de ansiedade e afoito 
Mata o convite da caída da noite 
Urge o balançar das saciedades 
O acoplar-se no coito 
Teu cheiro me domina e instiga 
O botão de minha flor rosada 
Que despetalada, se entrega á tua virilidade 
Usufruindo do teu furor no calor do meu ninho 
Teu odor de cio me é um pavio 
Que arrebata, me depõe em tuas mãos 
Á mercê do ato, dominada por teus carinhos 
Teu cheiro quando chega é pura excitação 
Sedução que me leva á loucura e suas cercanias 
É sexo sem hora, carícias sem demora 
Intensa e desmedida paixão! 


Maria Iraci Leal/MIL 
POA/RS/Brasil 
02/08/2011 
Direitos Reservados

Um comentário:

  1. O corpo excitado, afoito, transborda de ansiedade e desejo... uau... divino teu poema... delicioso... beijos de VC, MANINHA MIL...

    ResponderExcluir