Pesquisar este blog

sábado, 21 de abril de 2012

NA CAPITAL DA ESPERANÇA



YNSO – Poeta Itinerante

Capital da esperança
Onde tudo acontece.
Ronda a desperança
Este pais já merece.

Politicos o transformaram
Numa bolsa futura.
É dele que tudo esperarm
Do futuro a fartura.

Numa luta contra o povo
Daqueles que os elegeram.
Nem o enxerga de novo
Nem logo os querem verem.

E todos os contribuintes
Seus polpudos salários.
Mesmo sendo um acinte
Como sócios do erário.

Uma grande pizaria
Naquele belo forno.
Quem o desfaria
Ali assistido em torno.

Com todos os tipos em jogos
Como um grande despiste.
Num dos maiores malogros
Nem querem perder o alpiste.

Um disfrace legislativo
Num retrocesso legal.
Logo por todo o motivo
Implantando todo o mal.

Brasília/DF, 21 de abril de 2.012.


3 comentários:

  1. Querido MARIO, já sentia tua falta por aqui... sempre bem vindo você e sua poetica. Genial teu protesto ao acinte politico que assistimos tão deslavadamente:

    ..."E todos os contribuintes
    Seus polpudos salários.
    Mesmo sendo um acinte
    Como sócios do erário."...

    Infelizmente essa é a realidade deste país... Beijos de VC...

    ResponderExcluir
  2. Com todos os tipos em jogos
    Como um grande despiste.
    Num dos maiores malogros
    Nem querem perder o alpiste.

    Poeta Mario, um poema notável para denunciar uma realidade que nos avilta, bjs MIL.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelos coment[arios amigas poetisa,

    beijos mil

    ResponderExcluir