Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de abril de 2012

FESTA DA PÁSCOA


MOR

Uma das festas mais antigas
Comemorada pelo povo hebreu.
Antes deixar Egito
A cruzar a mar vermelho.

A comemorar aquela páscoa
Numa grande despedida.
Por ordem de Moisés
Por ordem de Deus a medida.

Em busca da Terra Prometida
Vagaram pelo deserto.
Quarenta anos de vida
Até chegar ao rumo certo.

E chegar o Salvador
Desde o seu nascimento.
Fugir para aquela terra
Para um novo acontecimento.

Ser condenado à morte
Morreu pregado na cruz.
Ficou entre os mortos
Três dias depois ressuscitou.

Na véspera da páscoa
A morte vencer.
A festa que hoje impera
Aos discípulos aparecer.

São José/SC, 17 de março de 2.012.
A todos meus amigos leitores Uma feiz Páscoa!
A todos meus amigos leitoresA todA todos meus amigos leitores Uma feiz Páscoa!
A todos os meus amigos leitores Uma Feliz Páscoa!

2 comentários:

  1. Querido MARIO, FELIZ PASCOA... belo, belíssimo poema... o MESTRE ressucitado... beijos de VC

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo poema! Querido poeta Mario, esta é uma história que me toca profundamente, maravilhosamente poetada por vc....Muito obrigado, Feliz Páscoa, bjs MIL.

    ResponderExcluir