Pesquisar este blog

sexta-feira, 9 de março de 2012

Sobre Mim e Sobre Você


É quando o frio espreita nossa janela,
Que lembramos que precisamos estar aquecidos.


É quando a escuridão nos envolve,
Que nos lembramos de procurar alguma luz.


É o maldito labor do relógio nos mostra,
Que não temos tanto tempo ao nosso dispor.


É quando estamos perdidos no caminho
Que nos lembramos da estrada que deixamos de seguir.


É quando estamos solitários,
Que nos lembramos das pessoas que afastamos para sempre.


***


Os gritos incessantes que nos confundem,
Faz-nos implorar pela orquestra do silêncio.


As lágrimas que rolam em nosso rosto,
Ofuscam os olhos que brilhavam outrora.


***


Os campos verdes em nossa alma, que cultivam as sementes do amor,
São consumidos pelos ramos daninhos do ódio que nutrimos.


O barco das virtudes que ostenta velas brancas e navega sobre as águas do espírito,
Perde-se nas tempestades negras dos vícios que respiramos nos dias cinzentos.


***


É quando nossa consciência vem cobrar nossos equívocos,
Que sentimos o peso da culpa e o amargo gosto do remorso.


É quando vemos a fome em nosso portão,
Que lembramos o gosto do alimento que tínhamos ontem.


É quando compartilhamos nossa existência com outrem,
Que obtemos a medida da nossa bondade.


É quando nos deparamos com nossa própria insignificância e mediocridade,
Que inventamos um deus que nos ama,

Porque já não podemos nos amar.
Um criador que lava a podridão de nossas almas,

Para que no mar de maldade nós mesmos criamos,
Não venhamos a nos afogar.


Hugo Roberto Bher
#O Poeta do Escuro

3 comentários:

  1. Infelizmente, HUGO querido, o ser humano tem de perder o que já teve ou o que já conheceu para saber dar valor.
    Os amores que se foram, foram os melhores, e sentimos saudade... o alimento que já tivemos, só é valorizado na fome do amanhã...
    Adorei tudo, mas o que mais me tocou e por isso te pergunto: onde assino?
    "É quando nos deparamos com nossa própria insignificância e mediocridade,
    Que inventamos um deus que nos ama,"
    Mil beijos de VC,Hugo..

    ResponderExcluir
  2. "É quando nos deparamos com nossa própria insignificância e mediocridade,
    Que inventamos um deus que nos ama,"
    Deus é amor, energia que sustenta estas galáxias, nenhum planeta se colide com o outro, perfeita harmonia!
    Nós seres humanos ao amarmos incondicionalmente, creio, nos aproximamos de Deus... Os simbolismos, religiões e etc apenas propõem uma caminhada ao amor, segundo suas referências... Deus é vida,é toda vida e,o ser humano escolhe entre matar e morrer, daí surgem os efeitos gerados...Texto magnífico, bjs MIL.

    ResponderExcluir
  3. Espero que minhas palavras ácidas possam expressar sempre realmente o que sinto...

    não me canso de agradecer pelo apoio de vcs!!

    mtos bjs

    ResponderExcluir