Pesquisar este blog

sábado, 31 de março de 2012

DECISÃO...



o bilhete na última gaveta
o tempo no sétimo degrau
próximo ao segundo andar
madeira estala sob os pés
esconderijo de um tempo
que me mantém fechada
armada em tréguas
na batalha do ódio
que sobe a escada
arrasta os móveis
derruba os retratos
tranca a porta
atira fora a chave
pela janela, o corpo...

[Silvia Mendonça]
[Publicado no Recanto das Letras em 21/06/2011
Código do texto: T3048804]
[Foto: Web]

Um comentário:

  1. Silvinha, adoro esse teu poema: "tranca a porta
    atira fora a chave
    pela janela, o corpo..."
    Isso tudo atras dos componentes de um tempo, vistos e relembrados no cenário... todos os detalhes... é reencontrar o passado nas coisas... beijos de VC

    ResponderExcluir