Pesquisar este blog

domingo, 11 de março de 2012

Amor quando chega/ Poema MIL.


Amor quando chega  


Como brisa morna chega  
Acalenta e transforma 
Muda tudo de lugar 
Faz o rebuliço 
É como um feitiço 
Que faz rir e cantar 
De alegria chorar 
Amor quando chega 
É a doce melodia 
Que nos faz cantar  
Como passarinho 
Com euforia 
Á primavera saudar 
Nos faz viver a quimera 
Ao infinito voar 
O amor quando chega 
Enche a vida de beleza 
Ternura e magia 
Saímos do chão 
Vivemos á sonhar! 


Maria Iraci Leal/MIL 
POA/RS/Brasil 
11/03/2012

2 comentários:

  1. Pois é MANINHA MIL, "O amor quando chega
    Enche a vida de beleza" ...
    Como sei disso, e quando ele sai, parece que nada fica... só os grilos cantam ... pura solidão... BEijos da mana VC

    ResponderExcluir
  2. Bom dia maninha Vera! Ah e como eu sei tbém, rsrsrsrsr, é a vida, amada, obrigado, bjs irfã MIL.

    ResponderExcluir