Pesquisar este blog

sábado, 31 de março de 2012

Amor e distância/ Poema MIL.


http://perlbal.hi-pi.com/blog-images/691698/mn/128915343789.jpg

Amor e distância  


Foi tanto amor vivido 
Tanto sentimento dedicado 
Agradecimento por tê-los conhecido 
Entraram e saíram de minha vida 
Partiram para os seus destinos 
Estranho é o amor quando sublima 
Faz no sofrer da distância 
Buscar tantas alternativas 
Novos rumos e estimas 
De tanto sentir a falta 
Gritar seus nomes e bem alto 
Esgotaram-se os lamentos 
Fez-se luz e o tormento 
Da saudade que clama e fala 
Transforma-se em encantamento 
Sentir na distância a presença 
A aura do amor que exala 
Quando os corações estão em uníssono 
E assim do maior amor sentido 
E de todas as despedidas 
Fica uma lição de vida 
Amar não necessita de presença 
Existe dentro de nós para sempre 
E nos encontramos na aliança 
De nossas almas 
Quando unidos em pensamento! 
O amor verdadeiro tudo suporta 
E ama na distância! 


Maria Iraci Leal/MIL 
POA/RS/Brasil 
29/03/2012
Direitos Reservados

5 comentários:

  1. Amor com distância muitas vezes rima com dor, com angústia, com lágrimas, com carência, com vontade sufocada... É amor recheado de saudade, de beijos longamente imaginados, de arrepios fora de hora, de sorrisos ante as lembranças... Mas tem os reencontros... aqueles momentos em que quando os olhos se cruzam, e o tempo passa a ser só um detalhe... parece que foi um lapso, que nunca existiu separação... Aquela coisa de continuar de onde se parou, aquela sensação de se estar em casa novamente.
    Não é escolha, seja em que caso for: as vezes é uma cédula com opção única!
    Belo poema. Beijos da Silvia

    ResponderExcluir
  2. Há amores que transcendem o físico... as pessoas que partem, que voltam para a casa do Pai e que deixam um compartimento lotado em nossos corações, reservado, só deles... e nos encontramos em alma, em espírito, em energia, até na incorporação espiritual... fazendo-nos sentir que nada mudou, nem diminuiu... TUDO CONTINUA LÁ... amei... BEIJOS DE VC, MANINHA MIL...

    ResponderExcluir
  3. Ao nivel da alma, não existe distância. Ao nivel dos corações, quando bem afinizados, a distância é física e não emocional ou afectiva.
    Ao nivel do corpo, a distância é bem real e dolorosa.
    O amor que se expressa também no corpo deve ser vivido em presença, pois ele é uma construção e uma interação que necessita, forçosamente, da proximidade e da vivência lado a lado.
    Amores dolorosos nutridos na distancia parecem ás vezes masoquismo... no entanto existem muitos elos e laços misteriosos entre os seres, e todos os amores estão certos... quanto a amores virtuais, eu sou contra e acho-os bem perigosos!!! Mas, enfim, é apenas uma opinião.
    Bonito poema, parabéns e beijos

    ResponderExcluir
  4. OBRIGADO MINHAS QUERIDAS, MANINHA VERA, SILVINHA E TERESA ALONSO... AMEI OS COMENTÁRIOS... MEU POEMA FALA DE UMA EXPERIÊNCIA PESSOAL, PARTIDAS E DESPEDIDAS, MORTE E DISTÂNCIA... JUNTANDO POEMA E OS 3 COMENTÁRIOS DÁ UM BELO TEXTO SOBRE O TEMA, QUEM SE HABILITA? PODEMOS INOVAR, QUE ACHAM? GRANDE BEIJO E BOM FINDE P/VCS 3, BJS DA MIL.

    ResponderExcluir