Pesquisar este blog

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Violino cigano/ Poema MIL.



Violino Cigano
De amor quero a noite mais bela
Ao relento contemplar o firmamento
Taças de vinho ao pé da fogueira
A magia e o feitiço do querer cigano
Ao som do violino a canção mais terna
Por companheiras todas as estrelas
De amor quero a noite mais bela
 Teus olhos que fitam e meu rosto tocam
Afagam com carícias e suscitam desejos
Os lampejos que nascem de teus lábios
Despertando os beijos mais ardentes
Tuas mãos fortes na minha cintura
Ao rodopiar do violino que apaixona
As palavras que dançam em tua boca
Provocantes dum convite ao pecado
Violino que brada sentimentos
Ao pé da fogueira canta e vibra
O violino cigano que instiga
Para que o amor se consuma!

Maria Iraci Leal/MIL
03/02/2012 POA/RS/Brasil
D.R.Creative Commons License

6 comentários:

  1. Que delicia de VIOLINO CIGANO. Tem toda a magia, o encanto cigano... apaixonante...
    Vejo-me dançar e rodopiar, me apaixonando, ou apaixonada... harmonico, musical, delicioso...
    Parabéns MANINHA MIL... beijos de VC

    ResponderExcluir
  2. Linda, mágica e apaixonante postagem, amiga!!! Ameeeiii!!! Parabéns! Bjos!!!

    ResponderExcluir
  3. Dos acordes apaixonantes
    Delírio de uma noite.
    Do amor daquele instante
    Tudo com muito afoite.

    ResponderExcluir
  4. Dos acordes apaixonantes
    Delírio de uma noite.
    Do amor daquele instante
    Tudo com muito afoite.

    Obrigado querido poeta, se quiseres continuar o poema, teremos um dueto, o q muito me honraria, bjs MIL.

    ResponderExcluir