Pesquisar este blog

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Se da vida...Poema MIL.


Se da vida...


E sobre as areias do tempo  
Liberto das agruras da Terra 
Da noite negra da existência 
Parte ele o ente rumo ao infinito 
Deixa ao pó sua vestimenta terrena   
Ao campo santo a sua finita carne 
Se da vida foi alma benedigna 
Da paz um constante jardineiro 
Ah com certeza será grande luz  
Aurora viajante entre as esferas 
Alguém que partindo deste orbe 
Deixará na sua imagem marcada 
A história salpicada de bondade 
Amor cultivado neste hemisfério
 Rumará aos céus da eternidade 
Renascerá entre as estrelas 
Sentará ao lado da magnitude 
Ficará no coração e na mente 
Dos tantos quantos  
O conheceram! 


Maria Iraci Leal/MIL 
01/02/2012 
POA/RS/Brasil 
Direitos Reservados
Creative Commons License

2 comentários:

  1. MANINHA MIL... linda esta homenagem a ROGERIO MIRANDA... quem o conhceceu, certamente se lembrará dele pra sempre...

    "Se da vida foi alma benedigna
    Da paz um constante jardineiro
    Ah com certeza será grande luz"

    PARABÉNS, MANINHA MIL... parabéns... beijos de VC

    ResponderExcluir