Pesquisar este blog

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Fênix

por Lucia Andrade

Novamente cinzas
Cinzentamente pó.
Novamente morte
Mortalmente só.
Simplesmente essência
Essencialmente assim.
Finalmente recomeço
Após um novo fim.
Morrem as cinzas
Nascem as asas...
Ressurjo.
Vida nova,
Luz.
Das cinzas ao céu,
Voo
Mais uma vida,
Mais tantas,
Eternamente eterna.

Um comentário:

  1. UAU!!! Lucinha... adorei isso...
    Simplicidade, densidão, dividem os versos...

    "Morrem as cinzas
    Nascem as asas..."

    È exatamente assim... amei!!! lindíssimo... beijos de VC

    ResponderExcluir