Pesquisar este blog

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

ESTEREÓTIPO DO MAL

Pagã, idolatra,Tenho um deus
Varias crenças
Acreditar?
No claro e no escuro
Não cubro meus espelhos
Não escondo as imagens
Não negligencio meu altar
Não nego a mão
Não ofereço colo,
Meu ombro é farto
e pode ser fatal
Não sou alguém que se busque
Não tenho um conselho pra dar
Meu exemplo é falho
Segura, assertiva, confiável
Franca
Não conheço palavras gentis
As que ofereço não recomendo
Vago nua nas madrugadas insones
Meu oficio é fixar as placas,
não decodificá-las, nem revelá-las
Amar, me faria vulnerável
Minhas coxas já foram visitadas
Minhas entranhas não
Conhecem a sensação não a emoção
Meu sangue arde venoso
Meu beijo é letal
As velas na encruzilhada,
apago-as com a mão
Sou o estereótipo do mal
No meio do nada...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho ESTEREÓTIPO DO MAL de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário