Pesquisar este blog

domingo, 15 de janeiro de 2012

O amor se perpetua...Poema MIL.


O amor se perpetua... 
(inspirado no poema “Somos a terra” de Anna karenina) 

 Se de amor eu falasse, não poderia dizer tudo 
Mas diria de palavras doces e sorrisos, rosas e perfumes 
De muitos sonhos e planos vividos, das mil venturas 
Vivências e histórias de passado, milenar ou recente 
Do valor inestimável que tem o momento presente 
Da importância de todos os seus elementos 
Que viraram o pó e para sempre permanecem 
Vivos nos mares, terra e no ar, na chama eterna 
No seio da mãe-terra e em nossos corações 
Da natureza que em festa genuína 
Germina e floresce dando continuidade á vida 
Diria dos amores que partiram que se foram 
De todo o nosso reino, das nossas criaturas 
Do semelhante que viveu, passou pela Terra 
Vestindo hábitos, diferentes corpos terrenos 
Que enfeitaram este cenário e a sua finalidade 
Perante o planeta... Doando de si para todos nós 
Hoje misturados ao barro, renascidos e perpetuados 
Na flor que nasce, nas águas que correm, nas plantas 
Diria também da imensa saudade que sentimos! 
Contemplando este paraíso, a natureza em constante cio 
Transformando cada pedaço de solo em vida 
Diria que ali estão nossos queridos... 
Todos que passaram 
Num pedaço de chão perpetuando-se em outras formas 
Para que a nossa saudade seja diluída, transmutada 
Na grata sensação e a emoção do reencontro 
Com a beleza deste universo 
Em tudo que cresce e continua como água, terra, ar e fogo 
Ali estão todos, os nossos, o semelhante 
O amor que se perpetua através da natureza 
E faz sentirmo-nos gratificados e acompanhados 
Pois a vida e o amor não morrem, apenas se transformam! 

Maria Iraci Leal_MIL 15/01/2012
POA/RS/Brasil

Um comentário:

  1. Homenagem poetica a natureza... simples, linda, contemplavel e contemplada... paz de espirito que vem a nós... insubstituível...
    Linda poesia MANINHA MIL... uma cachoeira de versos... beijos, MANINHA MIL, de VC, beijos a Anna Karenina...

    ResponderExcluir