Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

A noite me liberta/ Poema MIL.


A noite me liberta

Liberta-me a noite
Com seu silêncio
Em que no leito deitada
Saio vagar em pensamento
Minhas carnes dilaceradas
Cansadas de pedradas
E meus traços rotos
Desaparecem como encanto
Viajo ao mundo de Zeus
Á morada de meus mortos
Encontro-me com Deus
Esqueço de muitos rostos
De sua maldade felina
Suas almas de ateus
A noite me liberta
Dá-me o passeio divino
A força que necessito
Para voltar á rotina
Retomar o cotidiano
Cumprir meu objetivo
Amar e ser amada
E tudo que é bendito!

Maria Iraci Leal_MIL
POA/RS/Brasil
04/11/2011

O trabalho “A noite me liberta" de Maria Iraci Leal
Foi licenciado com uma Licença Creative Commons
Atribuição-Não Comercial-Sem Derivados 3.0-Não adaptada   


2 comentários:

  1. O silencio, o descanso noturno... o trabalho espiritual, a presença de DEUS... as orações, a viagem do sonhos... a noite é um bálsamo a alma... lindo teu poema MANINHA MIL... beijos de VC

    ResponderExcluir