Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Feras e feras... Poema MIL.


















Feras e feras...

Fera de olhar em brasa
Chama de terror mortal
A ferocidade de morte
Nos dentes de punhal
É fera que tem fome
Que dizer do homem
Um animal racional
Consciente da vida e da morte
A fera que mata sem motivo
A fera que mata sem ter fome
Feras e feras
A ferocidade sem nome
E a ferocidade da fome!

Maria Iraci Leal/MIL
23/01/2012
POA/RS/Brasil

Imagem de: Lucas Artes Artes
Ó trabalho "Feras e feras" de Maria Iraci Leal
Foi licenciado com uma Licença Creative Commons
Atribuição-Não Comercial-Sem Derivados 3.0
Não adaptada   

Um comentário:

  1. Lindo poema, MANINHA MIL, a oposição entre a fera por sobrevivência, por fome, por instinto de preservação;defesa e a fera por impulso, por auto afirmação, por consciente diversão.
    Lindo... amei de montão... beijos da IRFÃ VC

    ResponderExcluir