Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Esta noite


Loucura ou magia... nem sei...
Mas nesta noite vou te amar como nunca amei!
Bordarei flores adocicadas e perfumadas com meus lábios em tua boca,
Tecerei, fio a fio, o meu amor em teus cabelos perdidos em meus dedos                   ávidos de ti,
Pintarei cada pedacinho do teu corpo com o arco-íris do meu olhar apaixonado,  que se renderá ao meu abraço farto de carinhos...
Esta noite, como nunca houve outra antes, farei do meu corpo teu quente abrigo, tua ardente morada,
Roçarei aos teus ouvidos as mais doces palavras de amor...
O meu tatear terá a delicada, mas intensa sofreguidão de quem muito esperou
E tua alma encantada se entregará à minha alma embriagada                   
pelo elixir do amor mais lindo e da mais quente paixão!...





2 comentários:

  1. Querida Elaine,

    Que alegria ler-te novamente!!!
    Seu poema fala muito de perto comigo, que vivo um amor antigo, distante e até certo ponto, utópico...

    "O meu tatear terá a delicada, mas intensa sofreguidão de quem muito esperou"

    Conheço bem essa sofreguidão e não perderia um só momento, caso o pudesse tocar mais uma vez, e mais uma...
    Obrigado Lana, beijos de VC

    ResponderExcluir
  2. Elaine, que prazer ler-te, que belíssimo poema, viajei nos teus versos, obrigado amiga, bjs MIL.

    ResponderExcluir