Pesquisar este blog

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Bondade crucificada! Poema MIL


BONDADE CRUCIFICADA!  

Maculada a noite e o frescor apaziguante 
Dos sofridos que descansam suas carcaças 
Seus corpos moídos do dia causticante 
Acordados foram todos e os silêncios 
Urros em sofrimento das almas que se lamentam 
Da dor lacerante, gemidos que ecoam pela noite 
As ruas tomadas e assaltadas pelo terror estão desertas  
Recolhe-se a paixão desmedida dos amantes afoitos 
O horror circunda e o desejo não tem o direito 
A lua consternada se esconde e não aparece 
Em respeito aos que choram aos pés da morte 
Em respeito aos que se ajoelham aos pés da cruz 
O tempo anuviou e chorou na tempestade 
O céu levantou sua espada e lamentou em trovão 
A traição e a maldade, a insanidade dos ateus 
Homens descrentes, sem fé, sem coração 
Ele era o enviado... O nosso Mestre 
Aquele que proclamou o amor única verdade 
Fonte da vida, a sabedoria e a luz 
Por sua bondade julgado, crucificado morreu 
Perdoando e doando o mais puro amor 
Jesus Cristo, o abençoado
O amado filho de Deus! 

Maria Iraci Leal_MIL
05/09/11 
POA/RS/Brasil 

2 comentários:

  1. Acordados todos foram...
    O céu reclamou em trovão...

    Vozes Dele... por Ele, para Ele... seus versos são um grito, uma homenagem, um depoimento... um decreto... M A R A V I L H O S A A A A A A A A !!!

    Amei... P A R A B É N S MANINHA MIL... BEIJOS DE VC

    ResponderExcluir
  2. Obrigado mana Vera, creio q se passou assim...
    Em desacordo com a maldade de certos seres humanos, enfim é o nosso aprendizado terreno, bjs mil da irfã MIL.

    ResponderExcluir