Pesquisar este blog

sábado, 7 de janeiro de 2012

ALMA EXPOSTA



ALMA EXPOSTA
Esse corpo que tanto
embriaga meu tato
beijo que alimenta
minha fome,
fazendo-me exorcizar
tudo que tenho.
Alma exposta
amor que foi ingerido
escorre pela boca uma chuva
de letras avermelhadas
pétalas de rosas molhadas
Cor da alma
cor do coração
virando palavra
fazendo de ti amada
minha poesia

ANDRE RUIZ

2 comentários:

  1. Alma exposta
    amor que foi ingerido
    escorre pela boca uma chuva
    de letras avermelhadas
    pétalas de rosas molhadas
    Cor da alma
    cor do coração
    virando palavra
    fazendo de ti amada
    minha poesia

    André, é impressionante a beleza de seus versos,
    obrigado, bjs MIL.

    ResponderExcluir
  2. Impossível não tornar-se poesia nestes versos:

    "escorre pela boca uma chuva
    de letras avermelhadas
    pétalas de rosas molhadas "

    André... assim e poesia... beijos de VC

    ResponderExcluir