Pesquisar este blog

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A DONA DO ISQUEIRO

O que fazer agora?
Já andei pela casa toda
Já te procurei no terreiro
Não te vejo, não te ouço mais,
Não sinto mais segurar minhas mãos
Não tenho mais teus abraços
Nem sinto mais o gosto do teu beijo
Você saiu sem avisar
Deixou-me dormindo,
confiante de que nada havia mudado de lugar
E quando acordei, havia partido
Sinto-me como que debaixo de escombros
de um incêndio
E o único isqueiro da cena,
Encontraram no meu bolso...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho A DONA DO ISQUEIRO de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

2 comentários:

  1. Affff, mana Veroka, ameiiiiii cada verso, tua irfã MIL.

    ResponderExcluir
  2. Ô minha IRFÃ MILOCA... obrigado... beijos da tua IRFÃ VC

    ResponderExcluir