Pesquisar este blog

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Arte eternizada/soneto MIL


ARTE ETERNIZADA

 Diante da incontida beleza dos céus, do infinito
 Evade-se o pensamento que da Terra se liberta
E pelos espaços de Deus, pela criação navega
Singrando mares de cores, luz que lhe encerra 

A grandiosidade do Cosmos e o que nele habita
Extasia e emociona, dá a graça de um momento
Com a força única que mantém o mundo e incita
Transcendência e á magnitude dos sentimentos

 Instante de elevação que a razão não concebe
Que vivencia no coração, numa forma profunda
A energia incrível que mantém e faz do mundo

Uma grande obra de arte pelo Senhor eternizada
Presente maior que, se nos oferece e expressa
Do supremo amor a prova indubitável, inconteste!

 Maria Iraci Leal_MIL
POA/RS/Brasil
20/07/2011



2 comentários:

  1. É pouco provavel que o homem alcance a plenitude do que Deus tem a nos dizer atraves de sua obra... olhamos e não vemos, escutamos e não ouvimos, sentimos mas não vivemos...

    Instante de elevação que a razão não concebe

    É a magnifica Obra do Criador... lindo poema MANINHA... teu traço é inconfundível... amo-te... beijos de VC

    ResponderExcluir
  2. Gracias mana Veroka, vc tem razão!
    Pela destruição do planeta e outras tantas cositas más percebe-se, o quanto a humanidade, está longe, de respeitar a obra do Criador, enquanto isto poetamos, pelo menos, rsrsrsrs, bjsssssss tri-irfãmanos MIL.

    ResponderExcluir