Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

ADÁGIO

ADÁGIO


ADÁGIO
No encantamento perdido
minha imprudência
criou asas.
Me possuindo 
em confissões póstumas
indo ao meu infinito
inebriando meus sentidos.
A entrega uma 
pequena morte em vida 
que nos faz renascer. 
No encantamento perdido
minha imprudência
criou asas.
Toque de um adágio único
aceitação 
e meu infinito te entreguei
ANDRE RUIZ

2 comentários:

  1. André, é tão boa essa entrega... a perda da prevenção, o medo, as amarras para só então poder entregar nosso infinito ao outro... doce... lindo! beijos de VC

    ResponderExcluir
  2. E meu infinito te entreguei" Belíssimo!
    Ao longo da vida vamos aprendendo que, na entrega está o segredo e a beleza do viver!
    André, meu abraço, bjs MIL.

    ResponderExcluir